Massagem no Morumbi

A região que atualmente conhecemos como o distrito do Morumbi na zona oeste de São Paulo foi uma das últimas regiões de São Paulo a serem urbanizadas. Relatos apontam que o imperador Dom João VI doou as terras para John Rudge, um agricultor inglês que utilizou a região para fazer a primeira plantação de chá em larga escala do Brasil.

A região conhecida como Fazenda Morumbi permaneceu assim até o início do século XX, quando todo o terreno foi dividido em lotes e vendido. A região um pouco mais distante do centro da capital atraiu famílias com alto poder aquisitivo. O período da década de 50 em diante marcou a intensa urbanização do Morumbi com a construção do Estádio Cícero Pompeu de Toledo e a transferência da sede do governo do Estado para a região, no Palácio dos Bandeirantes.

Os fatores que deram origem ao bairro do Morumbi influenciariam até os dias atuais no perfil do bairro, principalmente em relação ao poder aquisitivo e qualidade de vida dos moradores da região. O bairro atualmente é conhecido como uma região nobre de São Paulo e se divide entre ruas residenciais com muitos prédios e casas. Mas também possui atrativos em serviços como shoppings, restaurantes e serviços variados. Um desses serviços, muito procurado por quem mora ou trabalha pela região é o da massagem Morumbi. Oferecido em clínicas de estética e casa especializadas, de acordo com cada técnica de massagem Morumbi, o serviço é procurado por pessoas que desejam relaxar o corpo, realizar procedimentos estéticos ou auxiliar em tratamentos terapêuticos diversos.

massagens

Por isso, é importante conhecer um pouco sobre as principais técnicas e seus usos antes de procurar pela massagem Morumbi e massagistas pela região.

De modo geral, a massagem Morumbi não costuma ser uma terapia com muitas contraindicações, exceto para pessoas se recuperando de lesões e traumas físicos ou com problemas de circulação, incluindo hipertensão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>