Pequenos acidentes podem fazer você pagar por toda a vida

Você está enfrentando algum tipo de problema físico ou psicológico e não sabe mais o que fazer? Sabia que pequenos acidentes do passado podem estar fazendo você pagar por toda a vida? Sim, infelizmente é a realidade.

Mas não precisa se preocupar, pois a gente vai te contar o segredo da Microfisioterapia.

Quando olhamos um mapa, podemos ver rios, lagos, montanhas não é verdade?

Com o corpo humano não é diferente, as células do nosso organismo são responsáveis por formar o nosso mapa e armazenam informações importantes como as experiências vividas, as dificuldades e os traumas.

Cada experiência vivida pode deixar uma marca que pode ser positiva ou negativa em nosso mapa. As experiências ruins podem influenciar de maneira negativa o funcionamento do nosso organismo e fazer com que as nossas células percam a vitalidade necessária para o seu bom funcionamento.

E é exatamente nesse momento que entra a importância da Microfisioterapia.

Criada na década de 70 por especialistas franceses a técnica é um braço da terapia manual e pode ser aplicada tanto para o diagnóstico como para o tratamento de traumas que podem não ser visíveis na pele, mas estão presentes no nosso mapa.

Os toques específicos realizados pelo massoterapeuta na técnica visam o equilíbrio físico e emocional do paciente, promovendo assim a chamada autocura.

A Microfisioterapia chegou ao Brasil no ano de 2005 através do fisioterapeuta Afonso Salgado e vem sendo usada com cada vez mais frequência em diversos tratamentos terapêuticos.

Ficou curioso para saber um pouco mais sobre a Microfisioterapia?

Confira o vídeo da Profª Roberta Rocco, Coach de saúde e Fisioterapeuta:

https://www.facebook.com/guiademassagem/photos/a.1672619286317965/1672611469652080/?type=3&theater

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>